Saiba qual é a hora certa de fazer a manutenção em cada um deles!

Filtro de ar e filtro de óleo. Taí dois componentes fundamentais para qualquer moto, mas que, infelizmente, nem sempre recebem os cuidados que merecem.

Se você quer que a sua moto ande sem problemas de desempenho e consumo excessivo, a atenção deve ser redobrada com esses dois elementos.

Mas vou te dizer, fica tranquilo, porque é bem mais fácil de administrar essa história do que você tá pensando – embora o mecânico possa ajudar se você precisar. Veja só!

Quando trocar ou limpar o filtro de ar e o filtro de óleo?

Com certeza, você não vai querer nem pensar na possibilidade de ficar sem a moto, seu ganha pão e o veículo que leva aos clientes o que eles tanto desejam. Por isso, saber quando fazer a troca é fundamental.

Não há uma resposta definitiva para essa questão, assim como não tem como dizer qual é o consumo médio de uma moto: enquanto uma Honda Biz faz mais de 52 km por litro de gasolina, uma Kawasaki Ninja 250R faz aproximadamente 19 km/l.

Mas, felizmente, posso te dizer quem tem essa informação: o manual da sua moto. Pois é, ele mesmo que deve estar guardado no armário ou no fundo de uma gaveta.

Lá no manual, a fabricante vai informar qual é a quilometragem ou tempo que deve haver entre as trocas de óleo e dos filtros, bem como a limpeza do filtro centrífugo nos modelos que são assim.

Mas se liga em um detalhe: de acordo com o uso que você faz da moto, o tempo e a distância podem variar. Quem faz pequenos percursos com longas paradas, o famoso (e indesejado) para e anda, tem um desgaste maior do que quem pega uma estrada e roda sem parar.

Quando isso acontece, o esforço do motor é maior e a lubrificação fica prejudicada, já que não dá tempo de esquentar bem o óleo e deixá-lo menos viscoso, perfeito para cumprir sua função.

É por isso que se recomenda andar em marcha baixa por pelo menos 5 minutos depois de ligar a moto – ou 10 minutos se o clima estiver frio.

Dá para trocar os filtros sozinho?

Até dá, mas depende da sua perícia com mecânica de motos. O procedimento não é tão difícil, mas se você fizer algo errado, pode ter um prejuízo bem grande.

O filtro de óleo costuma ser mais complicado, já que em alguns modelos fica atrás da carcaça da moto, o que demanda ferramentas e uma certa habilidade para não fazer nada de errado.

Já o filtro de ar, por sua vez, mais fácil: só desencaixar um e encaixar o outro. Uma boa dica para aumentar sua durabilidade é limpá-lo antes de precisar trocar: mergulhe-o em uma solução de água e sabão, esfregue de leve com um pano e deixe secando na sombra. Depois, coloque de novo e só alegria!

De qualquer forma, se tiver alguma dúvida, é melhor procurar o mecânico, que sabe exatamente o que fazer e evita que você perca tempo e dinheiro.

Além disso, leia o manual, faça as limpezas que puder, só troque se souber o que está fazendo e dê pulinho no mecânico se não tem certeza. Fechou?

E aí, você já mexeu no filtro de ar ou o filtro de óleo da sua moto? Conta pra gente sua experiência nos comentários.